Política | Três de dezoito

Saiba quem foram os deputados maranhenses que votaram pelo Coaf com Sérgio Moro

Conheça um pouco mais da biografia de Edilázio Jr, Eduardo Braide e Pastor Gildenemyr
José Linhares Jr23/05/2019 às 15h50

Apenas os deputados Edilázio Jr (PSD), Pastor Gildenemyr (PMN) e Eduardo Braide (PMN) votaram pela continuidade do Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf) com Sérgio Moro no Ministério da Justiça. A bancada maranhense conta com 18 parlamentares.

Além de votarem pela preferência do Coaf com Moro, os três parlamentares estão em seu primeiro mandato. Em contato com O Estado, o deputado Edilázio Jr disse que sua decisão foi imediata. "Eu presenciei os debates por dias e me surpreendi com isso. A decisão por mais mecanismos de combate à corrupção deve ser imediata e assim eu agi", disse o deputado. Confira o perfil dos três.

EDILAZIO GOMES DA SILVA JUNIOR

Nascimento: 04/05/1981
Naturalidade: São Luís , MA
Profissões: Advogado; Empresário
Escolaridade: Pós-graduado

Formado pelo Uniceuma em 2004, Edilázio Junior já foi assessor assessor jurídico no , Tribunal de Justiça em São Luís. Ele também trabalhou como assessor de desembargador no Tribunal Regional do Trabalho da 16ª Região.

Ele foi eleito deputado estadual duas vezes pelo PV. Ocupando a vaga entre 2011 e 2018.

GILDENEMIR DE LIMA SOUSA

Nascimento: 08/11/1971
Naturalidade: São Luís , MA
Profissões: Jornalista
Escolaridade: Superior

Formando em jornalismo pela Universidade Federal do Maranhão, Gildenemyr ocupou vários cargos na Convenção das Assembleias de Deus do Maranhão entre 1997 e 2018.

EDUARDO SALIM BRAIDE

Nascimento: 12/01/1976
Naturalidade: São Luís , MA
Profissões: Advogado
Escolaridade: Superior

Eduardo Braide já presidiu a Companhia de Saneamento Ambiental (Caema) em 2005. Ele também ocupou o cargo de secretário Municipal de Orçamento Participativo, Prefeitura Municipal em 2009.

Braide foi eleito deputado estadual em 2010 e reconduzido ao cargo em 2014. Em 2016 ele terminou as eleições municipais em segundo lugar.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte