Vida | Vida Saúde

As principais diferenças entre Gripe e Resfriado

"Apesar de alguns sintomas serem parecidos, são doenças bastante diferentes"
19/05/2019 às 00h00
As principais diferenças entre Gripe e Resfriado No tratamento da gripe é necessário repouso (Divulgação)

São Paulo - Gripe e resfriado são patologias diferentes, porém ainda bastantes confundidas pela população. A gripe é uma doença aguda das vias respiratórias causada pelo vírus Influenza, mais frequente em períodos frios e o resfriado também é uma doença respiratória, porém, o quadro é causado por vírus diferentes.

Os mais comuns segundo o ministério da saúde, são o rinovírus, (altamente contagioso), vírus parainfluenza e o vírus sincicial respiratório (VSR) que geralmente acometem crianças. Segundo Roberta Fontanezzi Campos, clínica geral do Hospital Albert Sabin: “Gripe geralmente se inicia com quadro de febre alta, seguida de mialgia (dores musculares), dor de garganta, cefaleia, coriza e tosse, e os sintomas duram de 5 a 10 dias. Os sinais do resfriado, apesar de semelhantes aos da gripe, são mais moderados e curam mais rápido, por volta de dois a quatro dias, mais ou menos. Eles incluem tosse, congestão nasal, coriza, mialgia e dor de garganta leve. A febre é menos comum, e se aparecem, são mais brandas”

No tratamento da gripe é necessário repouso, aumento de ingesta hídrica e a utilização de antitérmicos e analgésicos quando necessário. Os medicamentos antivirais podem reduzir o número de complicações, e são especialmente importantes para grupos de alto risco. Os medicamentos devem ser administrados precocemente, ou seja, dentro de 48 horas após o início dos sintomas.

O recurso terapêutico para o resfriado, além do aumento da ingestão de líquidos, é apenas sintomático, feito com analgésicos e antitérmicos, uma vez que não existe nenhum remédio específico para a cura. “O quadro isolado de febre e dores musculares presentes na gripe pode ser confundido com dengue e febre amarela. Quando associado esses sintomas com tosse e secreção, pode ser facilmente confundido com pneumonia. Portanto é muito importante o acompanhamento médico para o diagnóstico e tratamento corretos”, orienta a Dra. do Hospital Albert Sabin, que finaliza com uma observação: "A vacinação serve apenas para prevenção da gripe. Não existe vacina contra resfriado”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte