O Mundo | Ocupação

Últimos ativistas pró-Maduro na embaixada da Venezuela nos Estados Unidos são presos

Eles ocupavam o prédio há cerca de um mês. Grupos contrários às prisões alegam que elas violam a Convenção de Viena, que estabelece que missões diplomáticas são invioláveis
17/05/2019

ESTADOS UNIDOS - Os últimos quatro ativistas favoráveis ao presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, que estavam na embaixada do país em Washington foram presos por agentes federais ontem, 16, informaram o jornal "The Washington Post" e a agência de notícias EFE. Eles ocupavam o prédio há cerca de um mês para impedir a entrada da equipe indicada por Juan Guaidó – reconhecido pelos EUA como presidente venezuelano interino.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte