Estado Maior | COLUNA

Momento de ação

15/05/2019

Os deputados da oposição reclamam da falta de respostas objetivas do governo estadual a respeito do Fundo de Aposentadorias de Pensionistas e Aposentados (Fepa) do Maranhão. De uma reunião que demorou a acontecer e nem teve a participação de membros do Instituto de Previdência Estadual (Iprev), o que se teve certeza é de que não há mais reservas no Fepa. Situação preocupante.
E independentemente de perguntas - como o que foi feito com a reserva de mais de R$ 1 bilhão que existia até 2014 ou quais os alugueis de imóveis do Fepa vêm ajudando para compor o fundo e assim a pagar a folha de inativos -, os deputados (todos: tanto governistas quanto oposição) precisam cobrar ações de fato para evitar problemas em um futuro próximo.
O Tribunal de Contas do Estado (TCE) já anunciou que até o mês de outubro deste ano a gestão estadual ficará sem verba para pagar a folha de pensionistas e aposentados.
Por enquanto, não há movimentos maiores que demonstrem que a situação receberá atenção especial da gestão pública e nem que está sendo acompanhada pela maioria dos deputados estaduais, responsáveis por fiscalizar as ações do Poder Executivo.
O momento é grave e os jogos políticos de governistas e oposição devem ser deixados de lado por um bem maior que não se resume somente aos inativos de agora, mas também aos futuros aposentados que estão religiosamente contribuindo com o Fepa para, quando chegar o momento, usufruir de uma aposentadoria.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte