Polícia | Comparsas

Trio é preso acusado de arremessar celulares para dentro de Pedrinhas

Os suspeitos foram abordados por policiais miliares, que apreenderam celulares, chips, veículos, carregador e dinheiro
Daniel Matos13/05/2019
Trio é preso acusado de arremessar celulares para dentro de PedrinhasAcusados de arremessar celulares para dentro de presídio foram detidos (Divulgação)

Um trio criminoso foi preso em flagrante pela Polícia Militar acusado de ter arremessado celulares para dentro do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. Com os três suspeitos, foram apreendidos seis celulares de marcas diversas, cinco chips, um carregador, uma arma branca, um veículo Citroen cinza, de placas IAE-6507, e a quantia de R$ 71,50.

Os presos foram identificados como José Carlos Teixeira da Silva, Nayadison dos Santos de Oliveira, de 25 anos, que já possuem passagem pela polícia pelos crimes de lesão corporal e roubo qualificado; e Ronaldo Pereira da Silva, o Sapinho ou Zoio, 20 anos, autuado anteriormente por roubo e tráfico de drogas.

A polícia informou que os militares estavam realizando rondas nas proximidades do presídio quando avistaram o trio criminoso arremessando pacotes por cima do muro. Os embrulhos foram apreendidos e, ao abri-los, foram encontrados os celulares. Os suspeitos foram presos e apresentados ao Plantão Central da Polícia Civil da Cidade Operária, onde foram tomadas as devidas providências.

Líder

Os ex-presidiários e líderes de facção criminosa identificados como Jeferson Costa Lopes, Xonxon ou Galego, de 26 anos; e Adeilson Oliveira Miranda, o Mata Gato, de 30 anos, foram presos no último sábado nas proximidades do campo do Bagrinho, no municípoio de São José de Ribamar.

O tenente-coronel Jessé Costa, comandante do 13º Batalhão da Polícia Militar, declarou que a dupla criminosa, quando olhou os militares, tentou fugir e estava com um balde contendo mais de três quilos de maconha. Os detidos foram levados para o Plantão de Polícia Civil do Maiobão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte