Política | Justiça

Ciro Gomes vira réu em ação movida por Jair Bolsonaro

O ex-governador do Ceará responderá a processo por ter dito que o presidente teria "recebido dinheiro da JBS"
O Estado MA13/05/2019 às 16h35
Ciro Gomes vira réu em ação movida por Jair BolsonaroDeclarações dadas em programa de rádio podem complicar Ciro Gomes (Reprodução)

Em 2017 o então pré-candidato à Presidência da República, Ciro Gomes, acusou o também pré-candidato Jair Bolsonaro de corrupção. O episódio aconteceu em um programa de rádio transmitido nacionalmente. O fato resultou em um processo na 20ª Vara Criminal da Comarca de São Paulo e deve seguir adiante.

Disse Ciro Gomes na época: “A JBS depositou R$ 200 mil na conta dele, Jair Messias Bolsonaro, deputado federal. E mais outro tanto na bolsa, na do filho dele. Ele, quando viu, resolveu estornar o dinheiro, não pra JBS”.

A queixa-crime movida pelo presidente Jair Bolsonaro (PSL) colocou Gomes na condição de réu. Segundo o processo ao qual vai responder, Ciro também teria cometido crime de injúria, durante a entrevista, ao afirmar que o então deputado seria um “moralista de goela”.

O outro lado

“A assessoria de comunicação de Ciro Gomes informa que o presidente Jair Bolsonaro se une a Eduardo Cunha, que o processou e logo em seguida foi preso; Michel Temer, que o processou e hoje está preso; José Serra, que o processou e hoje responde a diversos processos junto com Paulo Preto, que está preso, além de Eunício Oliveira, investigado pela Lava Jato. Ciro Gomes acredita que, também nesse caso, a justiça será feita.”

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte