Estado Maior | COLUNA

Sentindo na pele

13/04/2019

A notícia de que o Maranhão pode ficar fora de um pacote de ações de fomento à agricultura desenvolvido pelo governo Jair Bolsonaro (PSL) reacendeu o debate sobre os constantes ataques do governador Flávio Dino (PCdoB) ao presidente da República.
Alguns aliados do comunista entendem que ele não pode ser culpado por esse tipo de retaliação. Dizem que Bolsonaro não tem o direito de punir todo um estado por conta de querelas políticas com seu governante.
Estão cobertos de razão nesse ponto.
Nunca é demais lembrar, no entanto, que o governador maranhense está sofrendo na pele, agora, o que tem feito vários de seus adversários sofrerem desde 2015.
Um dos mais notórios exemplos é o da cidade de São Pedro dos Crentes.
Administrada pelo prefeito Lahésio Rodrigues (PSDB), que faz dura oposição a Flávio Dino, a cidade é constantemente boicotada pelo Governo do Estado.
No mais recente dos casos, o Executivo cortou o repasse de verbas para a Saúde municipal, segundo denunciou o tucano.
Mas os aliados comunistas que hoje reclamam de Bolsonaro e do possível boicote ao Maranhão, nunca levantaram um dedo em reação aos boicotes de Dino contra seus adversários em nível local.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte