Política | Cobrança

Vereadores cobrarão Município sobre o Plano Diretor da cidade

Uma frente parlamentar deve ser criada para acompanhar e esclarecer o que propõe a Prefeitura de São Luís no documento
Thiago Bastos/da Editora de Política08/04/2019 às 15h48
Vereadores cobrarão Município sobre o Plano Diretor da cidadeVereador Honorato Fernandes acredita que frente parlamentar deverá ser instalada para acompanhar o novo Plano Diretor de São Luís (Paulo Caruá/Câmara de SL)

A semana na Câmara Municipal de São Luís será de cobrança pelo Plano Diretor da cidade. Parlamentares que compõem a base de oposição ao Executivo, em especial, deverão encaminhar pedido de informações à Prefeitura sobre termos do documento. Dentre os pedidos, as causas reais da diminuição das áreas rurais na cidade e a real situação de proteção das reservas aquífera.

A Casa fez uma audiência pública, mês passado, para debater o Plano Diretor que será enviado ao legislativo pela Prefeitura de São Luís. No debate, no entanto, não houve a presença de membros da gestão de Edivaldo Júnior (PDT).

O autor da proposta para a discussão na Câmara, o vereador Honorato Fernandes (PT), disse que a Prefeitura não vem agindo de forma transparente com o novo Plano Diretor da cidade. Segundo ele, é necessário que a gestão pedetista explique todos os pontos da proposta que implicará – se aprovado na Casa – em mudanças na vida dos ludovicenses.

“Fizemos uma audiência para que todos os pontos que geram dúvidas pudessem ser explicados pela Prefeitura de São Luís. No entanto, a gestão municipal não enviou qualquer representante”, disse Fernandes.

Até o momento, de acordo com vereadores, a Prefeitura não se manifestou sobre as dúvidas do Legislativo. A O Estado, o vereador Honorato Fernandes (PT) disse que nos próximos dias, com a oficialização da frente parlamentar que cuidará do caso, o assunto deverá ganhar novos capítulos. "Nossa expectativa é de que, com a confirmação da Frente [Parlamentar], o Município finalmente se posicione", disse.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte