Estado Maior | COLUNA

“Arapongagem”

05/04/2019

Chegou ao Ministério da Justiça, comandado por Sérgio Moro, a denúncia de que o secretário de Segurança Pública do Maranhão, o comunista Jefferson Portela, teria determinado que a Polícia Civil investigasse quatro desembargadores. Quem levou para a esfera nacional foi o deputado Edilázio Júnior (PSD), que pede ao ministro que o caso seja investigado.
Pela justificativa do parlamentar, o governo estadual pode ter usado um órgão do Estado para intimidar magistrados. E para mostrar que este não foi o primeiro caso, Edilázio lembrou que, em 2018, a Polícia Militar teria sido usada para fichar adversários políticos do governador Flávio Dino (PCdoB).
As duas situações foram classificadas pelo deputado como “arapongagem”. A ideia de Edilázio é que a Polícia Federal entre no caso para apurar a suposta ação da SSP contra os quatro desembargadores.
Agora, resta saber como agirá o ministro.
Os governistas estão torcendo para que ocorra o mesmo que houve no caso da espionagem da PM nas eleições do ano passado, quando duas denúncias foram feitas na Procuradoria Geral da República (PGR) e nada foi feito.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte