Escândalos

Em documento, papa aborda abusos sexuais e critica fake news

Francisco fez o comentário em uma exortação apostólica, que traz suas reflexões sobre os trabalhos de uma reunião de bispos

Estadão Conteúdo

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h25
Francisco, Papa da Igreja Católica.
Francisco, Papa da Igreja Católica. (Papa)

MUNDO - Ao abordar uma série de escândalos, o papa Francisco disse na terça-feira, 2, em que a Igreja tem de admitir seu histórico de dominação masculina e de abuso sexual de mulheres e crianças - e restaurar a reputação com os jovens.

Francisco fez o comentário em uma exortação apostólica de 50 páginas, que traz suas reflexões sobre os trabalhos de uma reunião de bispos.

No mesmo documento, o pontífice fez um alerta aos jovens sobre os perigos do mundo digital e criticou a proliferação das chamadas fake news.

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.