Esporte | #CleitinhonoPuskas

Outro brasileiro concorre com Cleitinho por vaga no Prêmio Puskás

Felipe Augusto, que joga na Europa, também fez gol com chute antes do meio de campo, mas o do maranhense foi de uma distância maior
Eduardo Lindoso / O Estado01/04/2019 às 16h16
Outro brasileiro concorre com Cleitinho por vaga no Prêmio Puskás Comparação do momento dos chutes nos gols (Cleitinho acima) (Reprodução/Youtube)

SÃO LUÍS – Autor de um gol antológico no fim de semana, o meia-atacante Cleitinho, do Sampaio Corrêa, terá concorrência de outro brasileiro na disputa por um lugar entre os candidatos do Prêmio Puskás, iniciativa da Fifa que escolhe o gol mais bonito da temporada. Depois do lindo gol que fez, com um chute antes da linha do meio de campo, o jogador maranhense virou febre na internet, com a hastag #CleitinhonoPusKas. No entanto, no início do ano, outro jogador brazuca, o meio-campista Felipe Augusto, também fez um gol semelhante, em Malta, recebeu elogios e virou candidato ao prêmio com a campanha #FelipeAugustoNoPuskas. Agora é esperar, a Fifa escolhe os concorrentes à premiação até o fim do mês de julho.

Único gol da vitória do Sampaio sobre o Bahia, pela Copa do Nordeste, no estádio Castelão, o tento marcado por Cleitinho foi muito elogiado por torcedores de várias equipes, comentaristas e narradores. O lance aconteceu no fim do primeiro tempo, quando Cleitinho, após escanteio a favor do Bahia, arrancou com a bola do seu campo de defesa e, percebendo goleiro adiantando, chutou antes da linha do meio de campo.

“Tem que pensar rápido, foi um lance difícil, graças a Deus consegui driblar o defensor e consegui acertar um lindo chute”, disse o jogador em entrevista a O Estado

Golaço na Europa

Atuando no futebol de Malta, país que fica na Europa, ao sul da Itália, o meio-campista brasileiro Felipe Augusto também fez uma “pintura” semelhante à de Cleitinho. Felipe, atuando pelo Kercem Ajax, em partida por um campeonato considerado como paralelo a liga nacional de Malta, conseguiu se livrar da marcação, em uma jogada aparentemente sem perigo, antes do meio de campo, e, ao observar o posicionamento do goleiro adversário, acertou um chute, aos 35 minutos do primeiro tempo, e fez um golaço, em uma distância, segundo reportagem do Globoesporte, de 55 metros. O gol de Cletinho ainda não teve sua distância medida, mas visivelmente foi de um ponto mais distante do gol adversário, e com um grau de dificuldades maior.

Depois do gol, o atleta, de 24 anos, chegou a gravar um vídeo e endereçou ao Globoesporte, que exibiu uma reportagem sobre o feito, onde foi lançada a campanha #FelipeAugustoNoPuskas.

VEJA OS GOLS

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte