Polícia | Violência sexual

Suspeito de estuprar enteadas é capturado na cidade de Arame

Antônio Francisco da Luz estava com prisão decretada pelo estupro de suas enteadas de 10 e 12 anos e ainda as ameaçava de morte caso o denunciassem
22/03/2019
Suspeito de estuprar enteadas é capturado na cidade de Arame Antônio Francisco da Luz que foi preso por estupro das enteadas (Divulgação)

ARAME - Suspeito de estuprar as enteadas de 10 e 12 anos, identificado como Antônio Francisco da Luz, o Antônio Maluco, foi encaminhado ontem para a unidade prisional de Grajaú. A polícia informou que ele foi preso em cumprimento de uma ordem judicial na última quarta-feira, no povoado Baixão da Jiboia, na cidade de Arame.

A polícia foi informada do fato por meio do Ministério Público. As vítimas confirmaram a violência sexual que era cometida há três anos e que chegaram a ser ameaçadas de morte. Elas foram encaminhadas para o Instituto Médico Legal (IML) onde passaram por exames periciais.

Mais ocorrências

Bandidos que atuavam em Timon e cidades adjacentes foram presos ontem. Um deles foi identificado como Hélio da Silva Cavalcante, de 47 anos, que segundo a polícia, era acusado de crime de receptação. Com ele, foi encontrado um compressor de ar furtado no último dia 17 em uma borracharia.

A polícia apreendeu, também, dois adolescentes pela prática análogo a roubo. Os menores são acusados de terem feito um arrastão pela cidade e chegaram até mesmo a serem reconhecidos por algumas de suas vítimas.

Um dos apreendidos já responde a diversos processos e estava em cumprimento de liberdade assistida. Os adolescentes foram encaminhados ainda ontem para o Centro Socioeducativo da Região dos Cocais, em Timon.

No bairro Piçarreira da capital piauiense foi localizado Kellyton Oliveira Sousa. De acordo com a polícia, havia dois mandados de prisão em desfavor do detido pelo crime de roubo majorado expedidos pela 1ª Vara Criminal de Timon.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte