Vida | Saúde

Maranhão tem maior taxa de perda de anos com qualidade de vida após AVC

Pesquisa de impacto do Acidente Vascular Cerebral (AVC), que adoece famílias inteiras, apontou que 51% das pessoas que tiveram um não andam sozinhas no primeiro ano; de 30% a 40% não conseguem falar para se comunicar
13/03/2019

O estado brasileiro onde as pessoas passam mais tempo tentando recuperar a qualidade de vida após um Acidente Vascular Cerebral (AVC) é o Maranhão. É o que mostra o trabalho científico coordenado pelo professor de Clínica Médica da Faculdade de Medicina da USP, Paulo Lotufo. A pesquisa de impacto do AVC, que adoece famílias inteiras, apontou que 51% das pessoas que tiveram um não andam sozinhas no primeiro ano. De 30% a 40% não conseguem falar para se comunicar.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.