Polícia | Roubo

Ônibus viram alvo de criminosos na Região Metropolitana de São Luís

Bandidos tentaram atear fogo em um coletivo e ainda colocaram a arma na cabeça de cobradora; somente nesta terça-feira houve dois registros
Ismael Araújo13/03/2019
Ônibus viram alvo de criminosos na Região Metropolitana de São LuísÔnibus que foi apedrejado ontem na Estrada da Mata (Paulo Soares / O Estado)

SÃO LUÍS - Dois coletivos foram atacados por criminosos na manhã de ontem na Grande São Luís e até o período da noite os acusados ainda não haviam sido presos. Segundo a polícia, um dos casos ocorreu na Estrada da Mata, na cidade de São José de Ribamar, quando cerca de 15 bandidos tentaram incendiar um ônibus, que faz linha Vila Sarney Filho/Deodoro. Um total de 672 coletivos foram assaltados na região metropolitana no ano passado e 51 já ocorreram nos primeiros dois meses deste ano.

A polícia informou que os criminosos tentaram entrar no ônibus da Vila Sarney e nas proximidades do cemitério da Mata, mas o motorista, ao presenciar os bandidos com galões, provavelmente contendo combustível, acelerou o veículo e fugiu do local. Os criminosos, revoltados, jogaram pedras e pedaços de pau no coletivo.

No momento do ataque não havia passageiro no ônibus, que de acordo com o condutor, tinha acabado de sair da garagem e estava seguindo para a primeira viagem do dia. O coletivo teve dano material na traseira e no para-brisa. A polícia foi acionada e realizou rondas na localidade, mas não conseguiu localizar os acusados

O coletivo ainda ontem passou por uma perícia. O caso foi registrado no Plantão de Polícia Civil da Cidade Operária onde a cobradora e o motorista foram ouvidos.

Arma em punho

Outro coletivo atacado foi da linha Cidade Olímpica/Rodoviária. A polícia informou que o ônibus ao passar pela avenida dos Franceses, no bairro da Vila Lobão, foi atacado por cinco criminosos que portavam revólveres e armas brancas.

Os bandidos fizeram um arrastão dentro do coletivo. Um deles apontou a arma na cabeça da cobradora exigindo dinheiro. Ela declarou na polícia que escapou de morrer devido o revólver ter falhado.

A cobradora disse, também, que o coletivo transportava mais de 40 passageiros e todos foram roubados. “O ônibus estava cheio e todos foram assaltados. Eu não reagi e o assaltante pediu para não olhar para cara dele. Em seguida, ele colocou a arma na minha cabeça e apertou o gatilho, mas a bala não saiu”, desabafou a cobradora.

A polícia registrou, também, um assalto a coletivo na Avenida Santos Dumont, no bairro do Anil, no dia 17 de janeiro deste ano, e o motorista, identificado como Eraldo Costa, foi golpeado na mão pelos bandidos. O caso está sendo investigado pela Polícia Civil e não tem registro de prisão dos suspeitos dessa ação criminosa.

Número

51

foi o número de assaltos a ônibus registrados nos meses de janeiro e fevereiro; ontem, dois ataques ocorreram na Ilha e em um deles os passageiros foram roubados e a cobradora ameaçada de morte

Entenda

Assaltos a ônibus na Grande São Luís

Ano 2015: 705 casos

Ano 2016: 562 casos

Ano 2017: 494 casos

Ano 2018: 672 casos

Fonte: Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET)

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.