Alternativo | Arte

Artista maranhense é selecionada para o edital do projeto Bolsa Pampulha em Minas

Programa recebeu centenas de inscrições e escolheu dez artistas para residência artística em BH. O objetivo é estimular produção e pesquisa em artes visuais
12/03/2019 às 09h55
Artista maranhense é selecionada para o  edital do projeto Bolsa Pampulha em MinasA maranhense Gê Viana

Belo Horizonte - A Prefeitura de Belo Horizonte, por meio da Secretaria Municipal de Cultura e da Fundação Municipal de Cultura, e o Centro de Arte e Tecnologia, anunciaram o resultado do processo seletivo para o Programa Bolsa Pampulha. Para a 7ª edição, referente a 2018/2019, foram apresentados 356 projetos (na edição anterior foram 245).

Foram selecionados dez artistas, entre elas, uma maranhense, para a realização de uma residência artística de seis meses em Belo Horizonte, a partir do dia 25 de março e, em setembro, participam de exposição para apresentar as obras produzidas.

São eles (em ordem alfabética): Alex Oliveira (BA), Guerreiro do Divino Amor (RJ), David de Jesus do Nascimento (MG), Dayane Tropikaos (MG), Gê Viana (MA), Sallisa Rosa (GO), Sara Lana (MG), Simone Cortezão (MG), Ventura Profana (BA) e Desali (MG).

Gê Viana (MA)

Se lança sobre a pesquisa do corpo performático e dos corpos abjetos marginalizado. Usa a fotografia para suas criações por meio da fotomontagem e fotoperformance em experimentos de intervenção urbana/rural. Graduanda do Curso de Artes Visuais pela Universidade Federal do Maranhão. Trás discursos sobre a pixação no ato cívico, politico e artístico.

Segundo considerações da Comissão de Seleção, com o grande número de inscritos e com a qualidade dos projetos enviados por artistas de várias partes do país em diferentes momentos de suas carreiras, a lista de artistas selecionados reflete o momento de urgências do Brasil. O grupo apresenta a diversidade de pesquisas presentes na produção nacional, por meio de propostas e experiências distintas, abrangendo e ampliando o campo de pesquisas e interlocuções entre artistas, curadores e público envolvido durante o período da residência e ações previstas pelo Bolsa da Pampulha.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte