Música

Talita Rock lança carreira solo e divulga primeira música

Single traz letra com mensagem de cunho social sobre o feminismo e relacionamentos abusivos

- Atualizada em 11/10/2022 às 12h26
Talita
Talita (Talita )

São Paulo - Talita Rock é o tipo de mulher que segue seus instintos e corre atrás de seus sonhos. Depois de dez anos como vocalista da banda Motores, agora segue carreira solo e chega às praças de todo o Brasil com seu primeiro hit, “Crazy”.

A música é de sua composição, em parceria com Robledo Silva e Nathalia Bacci, e o som foi escolhido por trazer elementos do pop, sem perder o rock and roll, que faz parte da identidade da cantora.

A letra é um capítulo à parte, um grito de liberdade a todas as mulheres que sofrem algum tipo de violência. Traz empoderamento, atitude e conscientiza sobre a violência contra mulher. Com rimas fortes e impactantes, retrata a triste realidade de muitas mulheres ao redor do mundo, estimulando-as a saírem das situações em que se encontram, e mais do que isso, fazendo com que elas percebam que não estão sozinhas.

“Há um tempo fui vítima de violência dentro de um relacionamento. Sofri com os abusos e depois de passar por isso encontrei meu propósito na vida, que é quebrar este ciclo, resgatar estas mulheres. A música é um dos caminhos que encontrei pra isso, é onde eu faço justiça com a minha própria voz.” relata Talita Rock.

Segundo um levantamento feito pelo instituto Datafolha, divulgado no dia 26 de fevereiro de 2019, mais de 500 mulheres são agredidas por hora no país. Na pesquisa, 27,4% das entrevistadas disseram ter sofrido alguma violência e entre as que foram violentadas, 52% não denunciaram os casos.

A artista tem como principal objetivo se aproximar das vítimas e ajudá-las, sendo a voz o canal encontrado por ela para expor suas cicatrizes. “Crazy” soa de forma diferenciada, trás dores, porém, com um ritmo pra cima, que tem por finalidade levantar as pessoas que estão se deixando abater por estas violências. “A música é um canal de expressão e que agora abre espaço para mais mulheres como eu. Vale a pena assistir o clipe para entender um pouco sobre quem são estas mulheres que sofrem agressões, quem somos de verdade”, completa a cantora.

O clipe foi gravado em São Paulo, com direção de Emiliano Kore. Antonio Brasiliano foi responsável pela fotografia, Leandro Hassan pela arte, a finalização por conta de Léo Cravo e quem assina a mixagem é Luizinho Mazzei, que traz belas imagens do ambiente urbano e lindas mulheres dançando seguras de si.

“Crazy” está em várias plataformas digitais e pode ser conferida também pelo canal oficial da cantora. https://www.youtube.com/watch?v=pGKOsGES2lQ

Leia outras notícias em Imirante.com. Siga, também, o Imirante nas redes sociais Twitter, Instagram e TikTok e curta nossa página no Facebook e Youtube. Envie informações à Redação do Portal por meio do Whatsapp pelo telefone (98) 99209-2383.