Política | Não vingou

Flávio Dino recua de ideia de “ser presidente da República” após repercussão negativa

Chefe da Casa Civil declarou, em entrevista a uma emissora de rádio, no último fim de semana, que o governador estava brincando ao confirmar projeto presidencial
Thiago Bastos11/03/2019 às 10h10
Flávio Dino recua de ideia de “ser presidente da República” após repercussão negativaFlávio Dino dá sinais de que recuou da sua pretensão de lançar-se candidato a presidente (Reprodução)

Após declarar de forma aberta, no dia 22 do mês passado, em plenária do PCdoB, que seria candidato à presidente da República, o governador do Maranhão, Flávio Dino – orientado por aliados – decidiu temporariamente recuar da ideia e tirar de seu discurso esta pauta. Nas últimas declarações, ele e conselheiros decidiram se esquivar de quaisquer respostas que deem a entender que o líder do Executivo Estadual quer subir a rampa do Planalto a partir de 2023.

De acordo com o que O Estado apurou, a principal razão do recuo foi a repercussão negativa inicial da declaração. Vários eleitores do próprio governador e aliados questionaram o porquê da antecipação na divulgação do projeto e que, antes de pensar na presidência, o governador pode e deve resolver as questões internas, especialmente ligadas às finanças do Estado.

Durante a plenária no dia 22, Dino disse que “estava se preparando para 2022”. Segundo ele, os comunistas nem ligaram que ele, inclusive, já estava perdendo peso. Em entrevista a uma emissora local no fim de semana, o secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares, afirmou que Dino – ao se referir à presidência – estava “brincando”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.