Editorial

Esporte, outra vítima do comunismo

07/03/2019

O desabamento da cobertura do Ginásio Georgiana Pflueger, mais conhecido como Castelinho, que integra o Complexo Esportivo Canhoteiro, no Outeiro da Cruz, escancarou o descaso do governo Flávio Dino (PCdoB) também com o esporte. Com o Maranhão sob o mando comunista nos últimos quatro anos, não são só a saúde, a segurança pública, a educação, a infraestrutura e outras áreas da administração pública estadual que funcionam aquém das necessidades do povo. Atletas, treinadores, dirigentes e o público que aprecia o desporto também vivem um período obscuro, marcado por extremo descaso, com falta de investimentos até em ações básicas, como manutenção de prédios. O resultado de tanta negligência é a depreciação das praças esportivas, algo que ficou ainda mais evidente após a queda do teto do maior ginásio poliesportivo do estado.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte