Cidades | Desfile

História e críticas sociais marcam 2º dia de desfile do Grupo Especial do Carnaval de São Luís

O desfile foi marcado por muita cor, história e críticas sociais; a alegria contagiou não só os integrantes da escola como o público que brincou o carnaval
05/03/2019 às 06h34

São Luís - Turma do Quinto, Favela do Samba e Marambaia se destacaram no segundo e último dia dos desfiles do Grupo Especial do carnaval de São Luís, na noite desta segunda-feira (4), na Passarela do Samba Chico Coimbra. Unidos de Fátima e Túnel do Sacavém também desfilaram. O desfile foi marcado por muita cor, história e críticas sociais. A alegria contagiou não só os integrantes da escola como o público que brincou o carnaval.

O tempo abriu para os desfiles: a chuva forte em São Luís parou antes de as escolas entrarem. Outra sorte com o tempo: nenhum desfile estourou o limite de duração. A única escola que desfilou debaixo de muita chuva foi a atual campeã Marambaia.

Apesar da chuva ter cessado antes do início do desfile, a primeira escola que entrou na passarela com 30 minutos de atraso. A Escola de Samba Unidos de Fátima homenageou o bairro da Liberdade, seus cultos e sua descendência afro. O bairro, que recentemente recebeu a indicação para ser quilombo urbano, foi retratado no tema da escola deste ano com a homenagem ao pai de santo mais famoso do bairro, Airton Gouveia. O temas “O Menino Rei e a Saga do Guerreiro de Ogum – Pai Airton da Liberdade”, foi proposto pela importância que tem o babalorixá para a história da umbanda, para a história dos cultos religiosos dos quais ele representa. A escola levou para a passarela 1500 componentes, 14 alas e três carros alegóricos.

A segunda escola a entrar na passarela foi Túnel do Sacavém que também homenageou o bairro da Liberdade. Com o enredo “Do Matadouro à Liberdade - 100 anos de resistência cultural e da campina”, a escola fez um desfile que é considerado o quilombola urbano de São Luís e em seu desfile destacou a Feira da Liberdade, o Reggae e o Matadouro que existia no local. Desta para as atletas Iziane Marques e Ana Paula, que foram criadas no bairro e desfilaram no carro alegórico Centro Cultural. O Túnel do Sacavém levou para a passarela 1500 integrantes, 13 alas e quatro carros alegóricos.

A terceira escola a desfilar foi a Turma do Quinto que levou para Passarela do Samba o enredo: “Alcântara Divina: o cantar de cantaria”, uma homenagem a cidade famosa pelo o acervo arquitetônico de seu Centro Histórico, tombado pelo IPHAN, em 1948. A cidade também é muito conhecida pelos seus doces de espécie. A festa do Divino Espírito Santo ("festa do Divino") é bastante difundida no estado, já que são aproximadamente 15 dias de festa durante a qual são servidos, de graça, licores e doces. Um dos pontos marcantes do desfile foi o carro alegórico em formato das ruínas da construção da igreja Matriz de São Matias. A escola levou para a passarela 2.300 integrantes, 13 alas e três carros alegóricos.

A quarta escola a desfilar foi a Favela do Samba que com o enrendo: “Sob o brilho de um cometa chamado Jesiel”, design gráfico que faleceu no mês de março de 2018. Durante o desfile a escola o mostrou a história e trajetória do design gráfico Jesiel Salles Pontes. Vale ressaltar que o homenageado teve passagem e carimbou seu talento artístico nos desfiles da escola, nos anos de 2017 e 2018, com ótimas criações. Um dos carros alegóricos destacou além da foto de Jesiel trabalhos dele como capas de CD’s e livros. Uma outa alegoria trouxe o candelabro crido por ele foi destaque na conquista do título de 2017. A escola levou para a passarela 1.500 integrantes, 17 alas e quatro carros alegóricos.

A última escola a desfilar, a atual campeã, Marambaia não teve a mesma sorte das outras agremiações e desfilou debaixo de muita chuva. Com o tema: “Cine Marambai”, a agremiação levou para a passarela a história da sétima arte. Teve dois carros alegóricos que exibiam uma tela de cinema com filmes antigos. Os integrantes da escola pensaram em tudo e antes dos desfile distribuíram bandeiras e pipoca, porque filme combina com pipoca. Personagens novos e antigos do cinema estavam presentes no desfile.

O desfile terminou nas primeiras horas de hoje. Agora é aguardar pela apuração do desfile que acontecerá nesta quarta-feira (6) às 14h, no Teatro Alcione Nazaré, no Centro de Criatividade Odylo Costa Filho.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.