Cidades | Orientações

Defesa Civil reforça orientação de segurança no Carnaval

Medida visa adotar estratégias preventivas de segurança para à comunidade
03/03/2019 às 00h00
Defesa Civil reforça orientação de segurança no CarnavalObjetivo é garantir segurança da população, turistas e profissionais que atuam na festividade (Divulgação)

IMPERATRIZ - Superintendência Municipal de Proteção e Defesa Civil, SUPDEC, alerta para os cuidados que foliões e vendedores ambulantes devem tomar durante o carnaval. Para que nada estrague os momentos de alegria, algumas recomendações podem fazer a diferença, sobretudo no que diz respeito à fiação elétrica improvisada, consumo e venda de bebidas em garrafas de vidros, responsáveis por acidentes graves e, às vezes, fatais.

O superintendente da Defesa Civil, Josiano Galvão, faz orientações para a segurança da população. “No carnaval, as pessoas excedem os limites e colocam a vida à prova, com pessoas machucadas e embriagadas por falta de cuidado e atenção”, destacou.

Ele explica que as instalações elétricas das barracas devem ser feitas por eletricista profissional. “Apesar de serem proibidas, as ‘gambiarras’ infelizmente existem. Orientamos ambulantes a procurarem pessoas qualificadas na hora de instalar a fiação para que não ocorram acidentes graves e até mesmo fatalidades”, frisou.

Outra dica importante são os cuidados com os produtos inflamáveis, como gás de cozinha. “A maioria dos acidentes acontecem por descuido e por falta de conhecimento, porém, caso na seja tomados algumas providências, os riscos de acidentes como incêndios ocasionados por vazamento de gás de cozinha e demais produtos inflamáveis podem gerar danos irreparáveis e às vezes fatais”, pontuou Josiano.

Como forma de manter a estrutura preservada da Avenida Beira Rio, agentes de fiscalização da Defesa Civil realiza trabalho preventivo, fiscalizando, orientando visitantes, ambulantes e moradores da localidade sobre os cuidados e preservação do espaço público.

As rondas consistem na inspeção das instalações elétricas utilizada por vendedores ambulantes, brinquedos infláveis ao ar livre, orientação aos ambulantes sobre os cuidados com os produtos inflamáveis, ocupação inadequada do espaço público, pesca irregular na lagoa, resgates de crianças perdidas, auxilo ao idosos, orientação sobre o descarte adequado de lixos, entre outras ações.

Como forma de evitar acidentes durante o carnaval, a Prefeitura de Imperatriz determinou a proibição da venda de bebidas em garrafa de vidro, alcoólica ou não. Josiano explica que recipientes de vidro devem ser trocados por copos descartáveis ou recipientes de plástico. “Tanto foliões quanto vendedores têm que ficar atentos. Durante o carnaval haverá fiscalização constante, e quem estiver portando garrafas de vidro terá o objeto recolhido. A meta é garantir a segurança da população, do turista e das pessoas que trabalham no local”, esclareceu.

Segundo ele, bares e restaurantes só poderão comercializar bebidas em garrafas de vidro, se forem consumidas no próprio estabelecimento e fora do corredor da folia.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.