Polícia | Assassinato

Acusado da morte do sargento Sá é assassinado com vários tiros

Crime ocorreu ontem na Cidade Olímpica e a SHPP está investigando; ainda ontem um duplo homicídio foi registrado na Vila Embratel
Ismael Araújo01/03/2019
Acusado da morte do sargento Sá é assassinado com vários tirosA vítima foi alvejado com 12 tiros. (Divulgação)

São Luís - O faccionado e acusado de ter assassinado o sargento da Polícia Militar Carlos Magno Sá, identificado como Darlan Francisco Ferreira Araújo, de 20 anos, levou, ontem, 12 tiros em via pública da Vila São Luís, área da Cidade Olímpica, e morreu antes de ser submetido a tratamento cirúrgico do Hospital Municipal Socorrão II. Este é o segundo caso de homicídio ocorrido este mês nessa localidade. O sargento Sá foi morto a tiros no dia 7 de dezembro de 2014, na Forquilha.

O delegado Felipe Freitas, da Superintendência de Homicídios e Proteção a Pessoas (SHPP), declarou que a vítima foi abordada por dois homens que estavam em uma motocicleta branca e fugiram após do crime. A vítima levou 12 tiros e um deles no abdômen.

Populares levaram Darlan Francisco para o hospital, onde já chegou sem vida. O delegado declarou que até o começo da noite de ontem havia registro de prisão dos acusados. A polícia ainda não informou a motivação desse crime.

Felipe Freitas declarou que a vítima tinha várias passagens pela polícia pelos crimes de roubo, tráfico, formação de quadrilha e homicídio. Darlan Francisco quando era menor, foi apreendido na cidade de Bacabeira acusado do assassinato do sargento Sá. O militar foi morto a tiros nas proximidades de sua residência, na Forquilha. Um dos acusados chegou a trocar tiros com o policial e também foi alvejado e morreu no local.

Mais homicídio

A equipe da SHPP também está investigando o assassinato de Wellington dos Santos, de 28 anos. A polícia informou que o jovem levou vários tiros disparados por homens não identificados que estavam em uma motocicleta. O fato ocorreu na feira do bairro da Cidade Olímpica, na noite do último dia 5.

A polícia foi acionada e isolou a área até a chegada dos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim). O corpo foi removido para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga.

Duplo assassinato

Ainda ontem, à tarde, dois jovens foram mortos a tiros na rua Bom Jesus, na Vila Embratel. O tenente-coronel André, comandante do 1º Batalhão da Polícia Militar, declarou que as vítimas residiam na Vila Isabel, área Itaqui-Bacanga, e estavam em um veículo Bora preto, de placas NHR-9177, no qual viajariam para Pinheiro, em companhia de uma adolescente, de 15 anos, onde pretendiam passar o período carnavalesco.

As vítimas antes de pegar a estrada foram ao encontro de um homem, identificado como Mosquito, na Vila Embratel. Neste bairro, elas foram recebidas a tiros. Um dos jovens morreu dentro do carro, enquanto o outro em via pública. O acusado fugiu do local. A adolescente não ficou ferida. O caso vai ser investigado pela Polícia Civil.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte