Vida | Vida Ciência

Radiação no uso do celular (smartphone)

Em especial neste artigo vamos enfatizar o uso da telefonia móvel, restringindo nosso assunto à faixa de micro-ondas, com comprimento de onda na ordem de 10-1cm, com frequência em torno de 1010 Hz
Antonio José Silva Oliveira, físico, doutor em Física Atômica e Molecular, pós-doutor em Jornalismo Científico. Professor da UFMA28/02/2019

A radiação eletromagnética é uma oscilação em fase de campos elétricos e magnéticos que se propagam isotropicamente e desacoplados das fontes que lhe deram origem. A propagação e as oscilações dos campos elétricos e magnéticos são perpendiculares entre si e podem ser entendidas como uma onda transversal. As oscilações são perpendiculares à direção do movimento da onda (como se fossem as ondas da superfície de uma lâmina de água), e podem se deslocar no vácuo. No ponto de vista da Mecânica Quântica, podem ser entendidas, ainda, como o deslocamento de pequenas partículas, os fótons. Os fótons são “partículas” individuais da luz, não são partículas e nem mesmo ondas – eles são uma excitação de um campo eletromagnético, ou seja, são informações.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte