Polícia | Casos Carina

Concluído inquérito sobre a morte de Carina Sousa, em Imperatriz

Jovem que era lutadora de Jiu-Jitsu, foi assassinada na cidade de Imperatriz e o corpo abandonado em via pública; acusado está preso e confessou o crime
Ismael Araújo28/02/2019

A Polícia Civil concluiu ontem o inquérito sobre o assassinato da lutadora de Jiu-Jitsu, Carina Sousa Silva, de 24 anos. O corpo da jovem foi encontrado despedido e com sinais de espancamento, principalmente na cabeça, no dia 20 de janeiro deste ano, no residencial Itamar Guará, em Imperatriz. Segundo a polícia, o principal acusado desse crime está preso, identificado como Emerson Vieira Correa, que a vítima conheceu por meio de um aplicativo e com quem mantinha um relacionamento amoroso.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte