Geral | Acesso a dados

Maranhão tem o pior índice de transparência ambiental da Amazônia

Estudo do Instituto Centro de Vida (ICV) analisa dados da Amazônia Legal; estado obteve 6%, ao lado de Rondônia, e bem abaixo do país, que é 88%
22/02/2019
Maranhão tem o pior índice de transparência ambiental da AmazôniaÁrea de floresta no Maranhão, onde o índice de transparência é de 6% (Divulgação)

O índice de transparência ambiental ativa do Estado do Maranhão é de 6%. É o pior índice da Amazônia, ao lado de Rondônia, que tem o mesmo desempenho, e muito distante do nível federal, de 88%. A transparência é considerada ativa quando governos divulgam dados e informações públicas independente de solicitações.

O desempenho do Estado do Maranhão é melhor na transparência passiva - quando o governo possibilita acesso às informações a partir de uma demanda do cidadão. São 78% no estado frente a 75% no nível federal. O Estado teve um aumento de 1% da transparência ativa - quan­do os órgãos públicos fornecem informações ambientais públicas independente de solicitações aos ci­dadãos - entre 2016 e 2018.

Estes são alguns dos números apresentados pelo estudo Avaliação da Transparência das Informações Ambientais na Amazônia, produzido pelo Instituto Centro de Vida (ICV), de Mato Grosso. O estudo analisa a disponibilização de 41 informações-chave para o controle ambiental na Amazônia Legal.

“O acesso às informações ambientais é imprescindível para se enfrentar as práticas ilegais que ameaçam a Amazônia brasileira e também possibilita o engajamen­to e o controle social sobre atividades públicas e privadas”, analisa Ana Paula Valdiones, uma das autoras do estudo.

Transparência
O índice de transparência ativa geral para a Amazônia, considerando todos os estados e o nível federal, é de apenas 28%. Embora ainda longe do ideal, no entanto, os índices de transparência dos órgãos do executivo l federal e em alguns Estados melhoraram nos dois últimos anos. O levantamento completo, publicado na 10ª edição da série Transparência Florestal está disponível completo no site do ICV.

O estudo completo, em pdf, pode ser acessado no link: https://www.icv.org.br/wp-content/uploads/2019/02/2019-transparenciaflorestal-amazonia.pdf.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte