Polícia | Negado

Justiça do Piauí nega transferência do soldado do Maranhão

O policial Francisco Ribeiro, acusado de ter executado o cabo piauiense na frente de seu filho, em Teresina, após uma briga no trânsito, vai permanecer preso no Piauí
Ismael Araújo19/02/2019

TERESINA - O Poder Judiciário do Piauí negou a transferência do soldado da Polícia Militar Francisco Ribeiro dos Santos Filho para uma das celas do batalhão da polícia maranhense. Segundo a polícia, ele foi preso em flagrante e está custodiado no presídio de Campo Maior, interior piauiense, acusado de ter assassinado a tiros o cabo da Polícia Militar do Piauí, Samuel Borges. O crime ocorreu no dia 1º deste mês na frente do filho da vítima, de 8 anos, nas proximidades de uma escola, na capital piauiense.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte