Cidades | Especial: Histórias e curiosidades

O amor pelo Filipinho: apego dos moradores mais antigos

Diante do apreço e localização, várias pessoas nasceram e foram criadas no bairro, que foi ganhando lugar especial no coração de muita gente
Thiago Bastos / O Estado 16/02/2019

A constituição do bairro Filipinho - que contou com grande aporte do Governo Federal à época de sua inauguração (em meados da década de 1950) -, em tese, não deveria causar emoções mais fortes nos moradores, que, em sua maioria, eram trabalhadores que passavam mais tempo fora das residências do que vivenciando o clima e as benesses do novo lugar. No entanto, diante do apreço e localização, várias pessoas nasceram e foram criadas no bairro, que, aos poucos, foi ganhando lugar especial no coração de muita gente. O Estado conheceu algumas destas pessoas e se aprofundou em seus sentimentos para saber delas o porquê do apego ao tradicional conjunto. Estabelecimentos conhecidos e a fé católica também marcam a história do Filipinho. Em uma rápida passagem pelas ruas do bairro, é possível ver que grande parte das residências ali constituídas já foram descaracterizadas.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte