Cidades | Solução

Após acordo com a Semus, maternidade deve ser reaberta

Secretaria Municipal de Saúde assumiu compromisso de redirecionar R$ 470 mil mensais para custear material e ambulatórios, além de pagar os salários dos profissionais do local
Emmanuel Menezes / O Estado13/02/2019

A suspensão do atendimento realizado a gestantes pela Maternidade Maria do Amparo, localizada no Anil, em São Luís, pode ter chegado ao fim. Uma reunião foi realizada na sede da Secretaria Municipal de Saúde (Semus), com o objetivo de avaliar propostas dadas pela Prefeitura para a volta do funcionamento da maternidade. Segundo Paulo Henrique Ribeiro, presidente do Centro Assistencial Elgitha Brandão, que cuida da parte administrativa da maternidade, o problema se acirrou com o fim da ajuda fornecida, por meio de convênio, pela Secretaria Estadual de Saúde (SES), faltando-lhes recursos para continuar a prestação de serviços.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte