Cidades | Segurança comprometida

Comodismo gera risco no trânsito em avenida de São Luís

Faixa de pedestres fica alguns metros a diante, mas as pessoas se arriscam na travessia fora do espaço, para chegar a parada de ônibus
01/02/2019

O comodismo do pedestre, aliado à distância da faixa que dá direito a uma travessia segura, é um dos principais motivos que põe em risco a segurança de quem circula em um ponto, próximo a um cruzamento entre as avenidas Lourenço Vieira da Silva e Pastor Estevam Ângelo de Souza, no bairro Jardim São Cristóvão. A via, que demanda intenso fluxo de veículos, que não hesitam trafegar em alta velocidade, já que não há fiscalização por pardais, tem um histórico de registros de acidentes de trânsito envolvendo pedestres, que não respeitam as regras estabelecidas. Na manhã de ontem (29), enquanto O Estado esteve no local, foram verificadas diversas travessias perigosas, realizadas por pedestres, no intuito de alcançarem a parada de ônibus com mais facilidade, já que a faixa fica a cerca de 50 metros do ponto de embarque nos coletivos. Uma caminhada a mais que garantiria sua segurança.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte