Polícia | Fatalidades

Dois casos de latrocínio no fim de semana na Grande São Luís

Casos ocorreram em regiões distintas da capital; Robenilson Soares foi morto na Estrada da Vitória e Aguinaldo Rodrigues foi aingido na Cidade Olímpica; polícia investiga os dois crimes
Emmanuel28/01/2019
Dois casos de latrocínio no fim de semana na Grande São LuísDois crimes foram praticados com o uso de arma de fogo (Divulgação)

SÃO LUÍS - Nesse último final de semana dois latrocínios, roubo seguido de morte, foram registrados na Ilha de São Luís. O primeiro caso aconteceu por volta das 16h do sábado, 26, na Estrada da Vitória, zona rural de São Luís.

Segundo informações, uma confraternização estava sendo realizada no interior da Choperia Maruai. Homens armados e encapuzados invadiram o local. A Polícia afirma que R$ 2.100 mil reais foram levados do caixa da choperia, além do celular de Robenilson Soares Baldez, de 25 anos, e um relógio.

Robenilson, que era proprietário da choperia, morreu após ser alvejado com quatro disparos. Não há confirmações se houve alguma briga que ocasionou o fim trágico.

O segundo caso de latrocínio foi registrado no domingo, 27, na Rua 6, bairro Cidade Olímpica. A vítima, identificado como Aguinaldo Rodrigues Alves, de 49 anos e natural do município maranhense Bequimão, tinha acabado de descer de um ônibus próximo ao local do crime.

Aguinaldo Rodrigues teria se direcionado a um estabelecimento comercial ao lado de uma galeteria. Nesta galeteria dois homens estavam realizando um assalto e dispararam dois tiros em direção a rua, que acabaram atingindo a vítima na cocha. O homem foi levado as pressas para o Hospital Socorrão I, mas acabou não resistindo aos ferimentos.

Segundo o delegado Felipe Freitas, apesar de a vítima Aguinaldo Rodrigues não ter sido o alvo direto dos assaltantes, o crime se qualifica como latrocínio pois ele estava no perímetro onde estava havendo o roubo.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte