Política | Violência

Flávio Dino mantém silêncio sobre chacina de jovens em São Luís

Governador afirmou há pouco mais de duas semanas que índices de violência haviam caído na capital durante a sua gestão
13/01/2019 às 07h00
Flávio Dino mantém silêncio sobre chacina de jovens em São LuísReprodução

SÃO LUÍS - O governador Flávio Dino (PCdoB) mantém silêncio sobre a chacina de jovens da zona rural de São Luís, que a abalou a população na última semana.

Os jovens, que tinham entre 14 e 17 anos, foram encontrados mortos na região do Coquilho, nas proximidades de uma obra de construção de um residencial do programa Minha Casa Minha Vida.

Todos tinham perfurações de arma de fogo nas mãos e na nuca. O crime, que pode envolver agente de segurança pública, chocou a população.

Na semana passada vigilantes da empresa que faz a segurança da obra e dois policiais militares foram ouvidos pela Superintendência de Homicídio e Proteção à Pessoa (SHPP) da Polícia Civil.

“As armas dos policiais e do agente penitenciário que estavam realizando serviços de vigilância, pessoais ou da corporação, serão apreendidas, para serem periciadas”, disse na ocasião, Lúcio Reis, titular da SHPP.

Apesar de o crime bárbaro ter abalado a população da capital e ter chamado a atenção da imprensa nacional, o governador Flávio Dino ignorou o tema.

Ele havia dito, duas semanas antes da chacina, em seu perfil em rede social, que os índices de violência em São Luís haviam diminuído em sua gestão.

Na publicação, o chefe do Executivo pediu para que o internauta fizesse uma comparação nos gráficos, dos dados referentes ao seu Governo em relação à gestão passada.

Depois da chacina, contudo, não voltou a falar no assunto.

se, para receber ajuda jurídica.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.