Geral | Educação

MEC exonera 10 servidores após polêmica com livros didáticos

Medidas criticadas incluíam permitir erros e propagandas em livros didáticos; Rogério Lot, presidente interino do FNDE, foi um dos demitidos
12/01/2019

BRASÍLIA - O ministro da Educação, Ricardo Vélez Rodrígues, exonerou, na manhã de sexta-feira ( 11), o chefe de gabinete do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE), Rogério Fernando Lot, e outras nove pessoas que ocupavam cargos comissionados no órgão, após a polêmica que envolveu a alteração do edital, voltado a orientar a produção de livros didáticos.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.