Polícia | Na cadeia

Presos membros de quadrilha especializada em assaltos a bancos

Prisões ocorreram nas cidades de Peritoró, Maracaçumé e Presidente Dutra; durante a operação, os policiais apreenderam, armas, munição e explosivo
Daniel Júnior 11/01/2019
Presos membros de quadrilha especializada em assaltos a bancosSuspeitos de assaltos a bancos apresentados em São Luís, na Deic (Divulgação)

SÃO LUÍS - Quatro indivíduos foram presos por suspeita de integrar uma organização criminosa especializada em ataques a instituições financeiras no interior do Maranhão. As prisões ocorreram nas cidades de Peritoró, Maracaçumé e Presidente Dutra, e os indivíduos foram apresentados na sede da Superintendência Estadual de Investigações Criminais (Seic), em São Luís, na última quarta-feira, 09.

De acordo com a Polícia Civil, os suspeitos foram identificados como Francisco das Chagas Silva Santana (Líder do grupo), Antônio Johan Morais da Silva (responsável por transportar o armamento), José Neres Silva (estudava locais e rotas de fuga) e Raimundo de Sousa Teixeira Filho (responsável por armazenar as armas).

A polícia afirma que todos são responsáveis pelos últimos assaltos a agências bancárias nas cidades de São Luís Gonzaga, Buriticupu e Arame. A participação de outras pessoas no esquema criminoso também está sendo investigada.

A Operação, que foi coordenada pelo Departamento de Combate a Roubos a Instituições Financeiras – DCRIF (SEIC), conseguiu apreender duas espingardas cal. 12; um fuzil cal. 7.62; uma pistola .40 com brasão da Polícia Militar do Pará; munições de calibres 38; .40; .380; .5,56 e 7,62, além de grande quantidade de explosivos prontos para a detonação.

A quadrilha foi autuada em flagrante delito pelos crimes de organização criminosa armada e porte ilegal de arma de fogo de uso restrito. Por conseguinte, foram encaminhados ao Complexo Penitenciário de Pedrinhas, onde ficarão à disposição da Justiça.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.