Cidades | Muita água

Chuvas de janeiro e fevereiro devem ser acima da média

Os dados do Laboratório de Meteorologia da NuGeo têm como base os eventos ocorridos nos últimos dois meses, chamados de oscilações 30-60 dias
Emmanuel Menezes / O Estado10/01/2019
Chuvas de janeiro e fevereiro devem ser acima da médiaPrevisão é de chuvas acima da média (De Jesus / O ESTADO)

Nos meses de novembro e dezembro, a cidade de São Luís, bem como todo o estado, sofreram por fortes chuvas. Chamadas de oscilações 30-60 dias, esses eventos incomuns caracterizam-se por um deslocamento para leste de uma célula zonal de grande escala termicamente direta, que causa variações na convecção tropical. Isso já havia sido previsto, mas a intensidade das chuvas não poderia ser previamente calculada.

Por causa dos eventos vividos nos últimos dois meses, inicia-se em breve, mais especificamente na segunda quinzena de janeiro, o período chuvoso no estado. As chuvas são intensificadas até o mês de maio, como explica Gunter Reshke, meteorologista do Laboratório de Meteorologia do Núcleo Geoambiental (NuGeo) da Uema.

“O que podemos confirmar é que a média de milímetros mensais base, calculada nos últimos 30 anos, será batida. Mas não podemos dizer o quanto exatamente essas chuvas serão mais intensas”, diz Gunter. Com base nos dados apresentados pelo NuGeo, em novembro as chuvas foram sete vezes mais fortes do que o esperado com os números base. Em dezembro, as chuvas ultrapassaram em quatro vezes as estatísticas.

O NuGeo faz levantamentos de expectativas de chuva a cada três meses. A última, que contou dados dos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, afirma que as chuvas serão mais fortes do que os números da média. “Estaremos em uma conferência no dia 15, e após esse evento teremos dados exatos e precisos dos meses de fevereiro, março e abril, que são conhecidos por terem as tempestades mais fortes no período chuvoso do Maranhão”, completa.

Dados
O mês de janeiro tem uma média base de 244,2 milímetros. Esse número foi batido em janeiro de 2018, quando a contagem chegou aos 332,7 milímetros, sem influência de eventos incomuns como as oscilações 30-60 dias, registradas em novembro e dezembro. Com base nisso, é esperado que as chuvas de janeiro de 2019 fiquem na casa dos 300 aos 400 milímetros.

A média anual é de 2.290,0 milímetros, mas 2018 também superou o número, registrando 2.383,7. Vale ressaltar que os dados liberados pelo NuGeo valem para a cidade de São Luís.

Precipitação anunciada
Novembro e dezembro de 2018 tiveram números muito acima da média. Para novembro, esperava-se apenas 10,5 milímetros, mas o registrado foi de 88,0 milímetros, com destaque ao temporal do dia 29 de novembro. O mês de dezembro foi marcado por fortes pancadas de chuva em todo o Maranhão, com destaque para a capital na primeira quinzena do mês.

Eram esperados 77,4 milímetros de chuva para o mês, mas os dados recolhidos pelo laboratório mostram que choveu o triplo do esperado em São Luís, chegando a 230 milímetros.

Caxias é outro município maranhense que já ultrapassou os números esperados para dezembro. Com precipitação média de 144,4 milímetros no mês, a cidade já atingiu 269 milímetros, representando um aumento de 86,3%. Esses números correspondem às chuvas datadas entre 1º e 31 de dezembro.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.