Política | Debate

PSL apresenta dois nomes para disputa pela Prefeitura de SL

Em reunião da direção estadual, surgiram os nomes de Sílvio Antônio e Samuel de Itapecuru
Carla Lima/Editora de Política07/01/2019

O PSL do Maranhão tem mais dois postulantes a Prefeitura de São Luís em 2020. A direção estadual do partido reuniu seus membros para debater posições que devem ser adotadas para iniciar as conversas sobre as eleições municipais daqui a dois anos. Foram apresentados e aceitos os nomes de Samuel de Itapecuru e do apóstolo Sílvio Antônio para a sucessão na capital.
A motivação para o encontro – que trouxe principalmente os membros do partido que disputaram as eleições de 2018 – foi o anúncio de Allan Garcês, médico que garante ser membro do governo do presidente Jair Bolsonaro, de que pretende disputar a Prefeitura de São Luís. Segundo Garcês, ele obteve cerca de 8 mil votos na capital na disputa pela Câmara dos Deputados ano passado. O médico chegou a dizer que foi o mais votado do PSL entre os candidatos a deputado federal.
No entanto, os dados apresentados por Garcês foram contestados durante a reunião. De acordo com o presidente estadual da sigla, vereador Chico Carvalho, o apóstolo Sílvio Antônio, que foi candidato a deputado federal, obteve mais de 10 mil em São Luís. E devido a isto, Chico Carvalho apresentou o nome de Antônio para ser um possível candidato ao mandato de prefeito em 2020.
Membros do PSL presentes a reunião decidiram que outro nome deve ser debatido para enfrentar a disputa em São Luís. Samuel de Itapecuru, que foi candidato ao Senado pelo PSL e que já foi vereador em Itapecuru, obteve 68 mil votos na capital ano passado. Devido a isto, os membros do partido consideram que ele tem força política para entrar na disputa.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.