Polícia | Denúncia

Passageiros de ônibus intermunicipal se sentem inseguros

Viajantes reclamam que o motorista interrompia a viagem em diversos pontos das rodovias para que outras pessoas, sem identificação, embarcassem no veículo
Daniel Júnior 25/12/2018

SÃO LUÍS - Passageiros que viajaram no ônibus intermunicipal da empresa Solitur na manhã do sábado, 22, reclamam que o motorista interrompia a viagem em diversos pontos das rodovias para que outras pessoas embarcassem no veículo. Com a falta de cadeiras, os passageiros “extras” ficavam em pé no corredor, o que causava transtornos para se deslocar até o banheiro, por exemplo. Além disso, os passageiros temiam em relação a sua segurança.

O ônibus partiu, às 7h25, do Terminal Rodoviário de São Luís, no bairro de Santo Antônio, com destino às cidades de Chapadinha, Tutoia, São Bernardo, e entre outras. “A viagem estava marcada às 7h15, porém saiu com alguns minutos de atraso. Após isso, demorou ainda mais, porque o motorista parava muito nas estradas”, relatou Bruno Costa, de 25 anos, que viajou à São Bernardo.

Me arrependi de ter viajado naquele ônibus. O ônibus parecia mais um coletivo, de tanta gente. Tive muito medo, durante a viagem, porque embarcavam outras pessoas, em diversos trechos de rodovias. Isso não pode acontecer. Já não tem policiamento bom nas estradas, imagina facilitando desse jeito para os criminosos”, disparou Carla Gonçalves, de 32 anos, que viajou com o filho à Tutoia.

Em relação a essas reclamações, a reportagem entrou em contato com a empresa, porém não obteve respostas e nem retorno.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte