Política | Tendências

Novo levantamento reforça má gestão fiscal no MA

Tendências Consultoria Integrada, que já havia mostrado em relatório anterior cenário de crise fiscal no estado, reforçou situação negativa
14/12/2018 às 17h09
Novo levantamento reforça má gestão fiscal no MAFlávio Dino é governador do Maranhão (Flávio Dino)

Relatório divulgado na última sexta-feira pela Tendências Consultoria Integrada mostrou o estado do Maranhão com uma situação fiscal desfavorável para o início de 2019.

De acordo com o relatório, o Maranhão recebeu uma classificação de nota 4 a 5 [fraca], com cenário de endividamento e pouca perspectiva de crescimento de receita.

De um total de 27 governadores que tomam posse ou permanecem no cargo a partir de janeiro do ano que vem, segundo o mesmo relatório, apenas seis vão começar o mandato com uma situação fiscal considerada muito boa ou boa.

Os estados são Amapá, Espírito Santo, Amazonas, Rondônia, Tocantins e Paraíba. O Maranhão, por sua vez, está em situação completamente inversa.

Para avaliar a situação fiscal dos estados, os analistas deram notas de 0 a 10 com base em dados do Tesouro Nacional para seis indicadores das contas públicas: endividamento; poupança corrente, liquidez, resultado primário, despesa com pessoal e encargos sociais e investimentos. Cada item recebeu um peso diferente e, em seguida, foi feita uma média para cada unidade da federação.

Outro relatório

Outro relatório da consultoria Tendências divulgado em outubro deste ano pelo Valor Econômico, mostrou o Maranhão como o estado líder do ranking negativo da extrema pobreza no país. O índice registrado pelo estado de 2014 até 2017 atingiu recorde nacional.

Os dados da consultoria Tendências confirmam o que já havia constatado o relatório do Instituto de Estudos do Trabalho e Sociedade (Iets), divulgado em dezembro de 2017 pelo mesmo Valor Econômico, e que apontava aumento da pobreza entre os anos de 2015 e 2016 no Maranhão em decorrência de um baixo desempenho do setor econômico local.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte