Polícia | Audaciosa

Mulher é presa suspeita de assaltar ônibus na Grande São Luís

Maria Rita de Souza, de 29 anos, foi detida por populares na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Hospital Aldenora Belo; 597 assaltos a coletivos em 10 meses, diz SET
Daniel Júnior 13/12/2018
Mulher é presa suspeita de assaltar ônibus na Grande São LuísMaria Rita de Souza que foi presa; seus comparsas fugiram (Maria)

São Luís – Maria Rita de Souza, de 29 anos, foi presa ontem suspeita de participar de um assalto a ônibus registrado no bairro Apeadouro, em São Luís. De acordo com informações repassadas a polícia, a mulher assaltou o coletivo na companhia de mais dois indivíduos que conseguiram fugir, após o crime.

Conforme a polícia, Maria Rita de Souza foi detida por populares na Avenida Getúlio Vargas, próximo ao Hospital Aldenora Belo, na capital maranhense. Com a suspeita, policiais militares apreenderam celulares, documentos, cartões bancários, joias e bolsas. O caso foi registrado no Plantão Central das Cajazeiras.

Dados de assaltos a ônibus na Grande São Luís

De acordo com dados coletados pelo Sindicato das Empresas de Transportes de Passageiros de São Luís (SET), o número de assaltos a ônibus na Grande São Luís chegou a 597 no período dos meses de janeiro a outubro deste ano. Dos principais locais onde os assaltos ocorreram, estão o centro de São Luís, a região do Monte Castelo e nas abrangências dos bairros Maranhão Novo, Ipase, Cohama, Bequimão e Vinhais, além do Anil e Turu.

Os dados de janeiro a outubro divulgados pelo SET apresentam cerca de 13% de aumento nos casos de assaltos a ônibus em relação ao mesmo período no ano passado, quando ocorreram 532 casos. São Luís e região metropolitana, de acordo com o balanço, somam 59,7 casos por mês, isto é, cerca de dois assaltos a ônibus acontecem por dia, na cidade. No perímetro da Avenida Beira-Mar, localizada no centro da capital, por exemplo, cerca de 60 assaltos foram registrados neste intervalo de 10 meses. Foram 75 na região, no total.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte