Polícia | Maly Andel

PF combate pornografia infantil, no interior do Maranhão

Dois telefones celulares foram apreendidos com os investigados na cidade de Timon, em operação deflagrada ontem pela Justiça Federal em Caxias
Daniel Júnior 04/12/2018

Caxias – Com o objetivo de reprimir crimes de pornografia infantil, a Polícia Federal (PF) deflagrou durante a manhã de ontem em Caxias, a 360 km de São Luís, a operação intitulada Maly Andel. No município, a PF cumpriu dois mandados de busca e apreensão contra os investigados.

De acordo com a Polícia Federal, a operação foi realizada em duas residências dos investigados que residem no município de Timon, localizado a 450 km de São Luís. Dois telefones celulares foram apreendidos e serão encaminhados para análise que será feita pela perícia criminal. Os mandados foram expedidos pela Vara Federal de Caxias, a pedido da Polícia Federal.

Pena

O Estatuto da Criança e do Adolescente prevê pena de reclusão de um a quatro anos para que tem tiver posse de arquivos pornográficos infanto juvenil. Além disso, o estatuto aplica outra pena de três a seis anos e multa para quem disponibiliza em qualquer meio, o conteúdo pornográfico.

Maly Andel

A operação foi intitulada pela Polícia Federal como ‘Maly Andel’ que traduzido do tcheco para o português significa ‘anjo pequeno ou anjinho’. O nome faz referência usuário que era utilizado por um dos investigados que fazia o uso de um sobrenome em tcheco para disponibilizar na internet, as imagens pornográficas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.