Esporte | Brasileirão

São Paulo para na Chapecoense, que evita a degola

Visitando a Chape neste domingo, pela última rodada do Brasileirão, o Tricolor mais uma vez teve uma atuação apagada e acabou sendo derrotado
Gazetapress02/12/2018 às 19h09
São Paulo para na Chapecoense, que evita a degolaNenê deixou o campo mais uma vez em baixa com a torcida do São Paulo (Divulgação/São Paulo)

Chapecó (SC) - O São Paulo não conseguiu terminar a temporada com a classificação direta à fase de grupos da Copa Libertadores. Visitando a Chapecoense neste domingo, pela última rodada do Campeonato Brasileiro, o Tricolor mais uma vez teve uma atuação apagada e acabou sendo derrotado por 1 a 0 graças ao gol irregular de Leandro Pereira.

Precisando de uma vitória e ainda contar com um tropeço do Grêmio contra o Corinthians, em Porto Alegre, o São Paulo sequer fez sua parte. O Tricolor gaúcho, por sua vez, fez o dever de casa e venceu o Timão no Rio Grande do Sul, evitando assim a fase preliminar da Libertadores.

Se o São Paulo não conseguiu terminar a temporada de forma positiva, a Chapecoense ao menos se livrou daquele que seria seu primeiro rebaixamento depois que passou a disputar a Série A do Campeonato Brasileiro. Com a vitória na Arena Condá, o time sequer precisou contar com os resultados do América-MG contra o Fluminense e Sport contra o Santos, em Recife.

A Chapecoense começou o jogo a todo vapor e logo aos quatro minutos reclamou de um pênalti não marcado pelo árbitro Wilton Pereira Sampaio. Wellington Paulista ficou bom a bola após cruzamento de Eduardo, foi tocado por Arboleda e caiu dentro da área. O juiz, no entanto, não se deixou levar pelas contestações dos donos da casa. Pouco depois, aos oito, Leandro Pereira recebeu na entrada da área e bateu firme, mandando à direita do goleiro Jean.

O São Paulo só foi assustar a Chapecoense aos 19 minutos, depois de boa trama do ataque. Helinho encontrou Everton na esquerda, que tocou de primeira para Nenê. O camisa 10 dominou e bateu cruzado, mas não pegou muito forte na bola, facilitando o trabalho do goleiro Jandrei. Já aos 24 minutos, Nenê teve outra grande oportunidade. Diego Souza ajeito a bola de cabeça na medida para ele chegar batendo, porém, novamente não finalizou certeiro, mandando a bola para a linha lateral.

Diante da ineficiência do São Paulo, a Chapecoense tratou de retomar o controle do jogo na reta final do primeiro tempo e por muito pouco não foi para o intervalo com a vantagem no placar. Aos 39 minutos, Canteros fez fila pela direita, com direito a drible da vaca dentro da área, mas ao cruzar rasteiro teve o passe interceptado pelo goleiro Jean. Na sequência, depois da cobrança do escanteio, Lendro Pereira escorou para Wellington Paulista, que, também de cabeça, carimbou a rave.

Segundo tempo

No segundo tempo, o São Paulo até começou melhor e tentou abrir o placar nos primeiros minutos, contudo, a predominância dos visitantes não durou muito tempo. Aos poucos, a Chapecoense equilibrou o jogo e, mais eficiente que os adversários, acabou indo às redes. Aos 22, Canteros, que recebeu a bola em posição irregular, fez ótimo cruzamento pela direita, encontrando Leandro Pereira no meio da área. O atacante cabeceou firme, sem chances para o goleiro Jean, e correu para o abraço.

Depois do gol, a Chapecoense adotou uma postura mais cautelosa, mas não teve dificuldades para controlar o nem um pouco agressivo São Paulo. Bastou aos donos da casa apenas administrarem a vantagem nos minutos finais para se garantirem por mais uma temporada na elite do futebol nacional.

FICHA TÉCNICA

CHAPECOENSE-SC 1 X 0 SÃO PAULO-SP

Local: Arena Condá, em Chapecó (SC)
Data: 2 de dezembro de 2018 (Domingo)
Horário: 17h (de Brasília)
Árbitro: Wilton Pereira Sampaio (GO)
Assistentes: Fabricio Vilarinho da Silva (GO) e Bruno Raphael Pires (GO)
Renda e público: não disponíveis
Cartões amarelos: Jean e Arboleda (São Paulo)
Gols:
CHAPECOESE: Leandro Pereira aos 22 minutos do 2º Tempo

CHAPECOENSE: Jandrei, Eduardo, Douglas, Fabrício Bruno e Bruno Pacheco; Canteros (Elicarlos), Amaral, Márcio Araújo e Diego Torres (Bruno Silva); Wellington Paulista e Leandro Pereira (Osman)
Técnico: Claudinei Oliveira
SÃO PAULO: Jean, Araruna, Arboleda, Bruno Alves e Edimar (Shaylon); Hudson, Liziero e Nenê (Igor Gomes); Helinho, Diego Souza (Brenner) e Everton
Técnico: André Jardine

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.