Política | Justiça Eleitoral

Maioria do TSE decide pela inelegibilidade do deputado Sérgio Frota

Deputado estadual não conseguiu a reeleição no pleito deste ano e com sua inelegibilidade os mais de 23 mil votos que conseguiu serão anulados
Ronaldo Rocha30/11/2018

O Tribunal Superior Eleitoral (TSE) declarou, por maioria dos votos, a inelegibilidade do deputado estadual Sérgio Frota (PR) por irregularidades praticadas na campanha eleitoral de 2014.
Com a decisão da Justiça Eleitoral, o registro de candidatura de Frota acabou indeferido para o pleito deste ano e os seus votos deverão ser todos anulados.
A decisão acabou sendo comemorada pelo Partido dos Trabalhadores (PT) que acredita que com a anulação dos votos de Frota, o partido conseguirá uma segunda vaga na Assembleia Legislativa.
Para o PT, segundo falou a O Estado o presidente estadual da sigla, Augusto Lobato, a legenda precisava somente de 14 votos para alcançar a segunda vaga na Assembleia. A primeira é do deputado Zé Inácio.
Como Frota recebeu 23.331 votos pelo chapão governista, que além do PR, contou com os partidos PCdoB, PDT, PSB, PRB, DEM, PP, PTC e Avante, os petistas acreditam que com a anulação dos votos de Frota, o chapão perde uma vaga [provavelmente Ricardo Rios - PDT] deixando Henrique Sousa, hoje primeiro suplente, eleito.
O Estado entrou em contato com o Tribunal Regional Eleitoral (TRE) para obter informações sobre a possível mudança de bancada na Assembleia Legislativa, mas até a noite de ontem o tribunal não havia recebido a notificação do TSE sobre a decisão. Por este motivo, não havia feito, até o fechamento desta edição, qualquer recontagem dos votos no sistema.
No entanto, especialistas em direito eleitoral ouvidos por O Estado garantem que Ricardo Rios continuará com a vaga.
Por uma jurisprudência, os votos dados a Frota fica com a coligação por ele ter concorrido com registro deferido.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.