Geral | Doença

Maranhão está entre os estados com redução de óbitos por Aids

No período de 2014 a 2017, houve redução de 1,7% no coeficiente de mortalidade, que passou de 5,6 para 5,5 óbitos por 100 mil habitantes; no país, ocorreu melhoria na ampliação do acesso à testagem e redução do tempo entre o diagnóstico e tratamento
28/11/2018

BRASÍLIA - O novo Boletim Epidemiológico de HIV/Aids - lançado ontem durante evento de celebração dos 30 anos do Dia Mundial de Luta contra a Aids, em Brasília - revela que no período de 2014 a 2017, houve redução de 1,7% no coeficiente de mortalidade no Maranhão, que passou de 5,6 para 5,5 óbitos por 100 mil habitantes. Já em relação aos casos, desde o ano de 2014, observa-se aumento da taxa de detecção de aids no estado. Eram 19,7 casos por cada 100 mil habitantes, em 2014, e, em 2017, são 21,3 para cada 100 mil habitantes, o que representa um aumento de 8,1%.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte