Polícia | Execução

Quatro execuções em menos de 12 horas na Grande Ilha

Uma das vítimas foi o fugitivo do presídio do Olho d’Água, Bernardino Senna; e as outras vítimas foram uma moradora de rua, um adolescente, e o assaltante Athirson Gabriel
Ismael Araújo24/11/2018
Quatro execuções em menos de 12 horas na Grande Ilha Peritos do Icrim examinam o corpo da moradora de rua morta na Camboa (Moradora de rua)

SÃO LUÍS - Quatro execuções ocorreram em menos de 12 horas na Região Metropolitana de São Luís. Uma das vítimas foi o fugitivo do Centro de Detenção Provisória do Olho d’Água, Bernardino Senna Viana, de 19 anos, que segundo a polícia, havia fugido em companhia de mais 12 apenados na última terça-feira. Ele foi encontrado morto junto com um adolescente, nome não revelado, na manhã desta sexta-feira, 23, na rua Mato Grosso, em Panaquatira, na cidade de São José de Ribamar.

De acordo com a polícia, Bernardino Senna e o adolescente estariam roubando na localidade e acabaram mortos a tiros por pessoas ainda desconhecidas. Havia perfurações de balas nas costas e na cabeça das vítimas. No local foram encontrados pelos peritos do Instituto de Criminalística (Icrim) cápsulas de pistola ponto 40.

Os corpos foram removidos para o Instituto Médico Legal (IML), no Bacanga. Guarnições da Polícia Militar ainda realizaram incursões na cidade, mas não conseguiram prender os acusados. O caso está sendo investigado pela Superintendência de Homicídio e Proteção a Pessoas (SHPP), que é coordenado pelo delegado Lúcio Rogério.

A polícia informou, também, que até a tarde desta sexta-feira, 23, dos 13 apenados que fugiram do Centro de Detenção Provisória do Olho d’Água nove continuavam foragidos. São eles Ataniel Carvalho, Ramilson Silva e Silva, Nilmarques de Jesus Cardoso Diniz, Luís Carlos Vilassa, Genilson Melo Cabral, Elenilson da Silva Aquino, Rosivan Macedo Almeida, Gilson de Jesus Pereira França e Renildo Belfort Salgado. Os apenados fugiram por meio de um buraco feito em uma das paredes do presídio. A Polícia Civil está investigando as circunstâncias dessa ação criminosa.

Moradora de rua

Também na manhã desta sexta-feira, foi encontrada morta Sebastiana Nascimento Costa, de 43 anos, moradora de rua. O corpo estava em cima de um colchão velho nas proximidades do posto de mototaxistas, na Avenida Camboa. De acordo com a polícia, no local impera a “lei do silêncio”, já que nenhum morador quis falar sobre o assunto.

Há informações de que ocorreu um tiroteio durante uma festa no bairro, durante a madrugada, que teria atingindo a moradora de rua. Os peritos do Icrim constataram marcas de tiros no corpo da vítima. A Polícia Civil vai investigar o caso, mas até o fechamento desta edição não havia registro de identificação dos criminosos.

Empreitada criminosa

Na noite de quinta-feira, 22, a polícia registrou a morte de Athirson Gabriel Souza Louzeiro, de 19 anos. Segundo o capitão Ricardo, sub-comandante do 20º Batalhão da Polícia Militar, Athirson Gabriel, em companhia de Lucas Coelho Silva, de 23 anos, teria tomado de assalto um veículo Citroen preto, nas proximidades do bairro do Maranhão Novo.

Após o crime, a dupla se deslocou até o bairro Planalto Anil II onde assaltou uma residência e fez os moradores reféns. Eles levaram vários objetos de valor e dinheiro. Na mesma noite, os bandidos tomaram de assalto uma motocicleta Fan preta nas proximidades da cidade de Raposa, mas acabaram interceptados pela Polícia Militar, na Vila Luizão.

Os policiais ao se aproximarem, foram recebidos a tiros. Houve reação e durante o confronto uma das balas atingiu a cabeça de Athirson Gabriel, que ainda foi levado para a Unidade de Pronto Atendimento (UPA) do Araçagi, onde chegou sem vida.

O outro assaltante foi preso em flagrante e conduzido para o plantão de Polícia Civil do Cohatrac. Com os criminosos a polícia encontrou o Citroen, celulares, cartões de crédito, bolsas, televisão e a quantia de R$ 149,00.

Número

4

foi o número de pessoas mortas a tiros em menos de 12 horas na Região Metropolitana de São Luís, segundo dados da Secretaria de Segurança Pública (SSP)

Saiba mais

Morte também no interior

A polícia informou que Aldo de Jesus da Conceição, idade não revelada, foi assassinado na madrugada desta sexta-feira, 23, no Conjunto Mil Casas 2, na cidade de Chapadinha. Ele era suspeito de cometer assalto na localidade e estaria praticando roubos quando levou cinco tiros. O corpo dele foi removido para o hospital desse município. A Polícia Civil está investigando o caso, mas até a tarde não havia registro de prisão.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.