Alternativo | Mostra

Cinema e direitos humanos em mostra na capital maranhense

A 2ª Mostra Cinema e Direitos Humanos acontecerá nas 26 capitais do Brasil e no Distrito Federal; Em São Luís, será realizada de 5 a 12 de dezembro, no Palacete Gentil Braga
18/11/2018 às 07h05
Cinema e direitos humanos em mostra na capital maranhenseA Bicicleta do Vovô (A Bicicleta do Vovô)

SÃO LUÍS - A Declaração Universal dos Direitos Humanos, que em 2018 completa 70 anos, será tema da 12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos, que acontece nas 26 capitais do país e no Distrito Federal entre os meses de novembro e dezembro. Em São Luís, a mostra será realizada de 5 a 12 de dezembro, no Palacete Gentil Braga (Rua do Passeio).

Ao todo, serão exibidos 40 filmes, divididos em quatro mostras: Temática, Panorama, Mostrinha (dedicada ao público infanto-juvenil) e Homenagem, que celebra a carreira do ator e diretor Milton Gonçalves. As sessões são seguidas de debates com o público.

A mostra é uma iniciativa do Ministério dos Direitos Humanos, com realização do Instituto Cultura em Movimento. A programação é totalmente gratuita.

Os filmes abordam as diversas temáticas dos Direitos Humanos, como memória e verdade, questões de gênero, população negra, população indígena, população LGBT, imigrantes, direito das pessoas com deficiência, direito da criança, direito dos idosos, direito da mulher, direito à saúde, direito à educação, diversidade religiosa e meio ambiente.

Para permitir a acessibilidade, todas as sessões contam com "closed caption", e em sessões selecionadas haverá áudio descrição e intérpretes de Libras. Os espaços onde ocorrem as exibições também possuem estrutura acessível para receber os diferentes públicos, além de contar com a programação em Braille para consulta.

O tema escolhido para este ano, a Declaração Universal dos Direitos Humanos, surgiu em 1948 como um grito de liberdade e o clamor por respeito, contra o fascismo e as milhões de mortes da 2ª Guerra Mundial. Segundo a diretora de Promoção e Educação em Direitos Humanos do MDH, Juciara Rodrigues, a mostra promove ações públicas que transcendem governos, por isso já está em sua 12ª edição.

“Trata-se de uma revolução silenciosa e maravilhosa. Vai até as pessoas para mostrar a elas a importância de ser cidadão e do respeito ao próximo. Chega até elas levando educação amorosa e libertária, para que possam refletir qual o nosso papel no mundo. É uma forma de lutar e resistir a qualquer tipo de opressão, de objeção em relação ao exercício da nossa cidadania e direitos.”, diz Juciara.

Serviço

O quê

12ª Mostra Cinema e Direitos Humanos

Quando

De 5 a 12 de dezembro

Onde

Palacete Gentil Braga (Rua do Passeio)

Entrada franca

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte