Política | Pegou mal

Senador Roberto Rocha explica voto por aumento para STF

Decisão do Senado foi pessimamente recebida pela sociedade
José Linhares Jr09/11/2018 às 16h27
Senador Roberto Rocha explica voto por aumento para STFRoberto Rocha votou pelo aumento para o STF (Roberto Rocha)

SÃO LUÍS - O tucano Roberto Rocha foi um dos 41 senadores que votou pelo aumento de 16% de aumento no salário de ministros do Supremo Tribunal Federal (STF). Apesar de aparentemente ser resumida à figura dos 11 ministros, a decisão, caso sancionada por Michel Temer, deve ter um impacto de R$ 6 bilhões/ano nas contas públicas.

Em contato com O Estado, Roberto Rocha afirmou que a decisão dos senadores etm aprovar o aumento foi técnica.

“A iniciativa do projeto de Lei não foi do Senado, e veio sustentada tecnicamente por todos os ministros do STF, juízes, procuradores e integrantes do Ministério Público. Não se tratava de um aumento, mas de uma reposição por perdas salariais dos últimos quatro anos”.

O senador ainda disse que compreende a reação negativa da população brasileira, mas que ela é injustificada. De acordo com o senador, não há relação direita entre os parlamentares que votaram e o objeto da votação.

“O aumento não atinge o Senado ou os senadores, que não são beneficiados. É compreensível a reação da sociedade, mas não cabe a um poder, diante das razões técnicas apresentadas, negar o que foi solicitado por outro poder”.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.