O Mundo | Religião

Cerca de 1 milhão de muçulmanos israelenses não poderão peregrinar a Meca

Eles não poderão fazer o ‘hajj’, um dos Cinco Pilares do Islã, após uma mudança na política de passaportes na Arábia Saudita; os dois países não têm relações diplomáticas
09/11/2018

JERUSALÉM - Cerca de um milhão de árabes com nacionalidade israelense não poderão peregrinar a Meca ou fazer o ‘hajj’, um dos Cinco Pilares do Islã, após uma mudança na política de passaportes na Arábia Saudita, informou nesta quinta-feira (8) a imprensa de Israel.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.