Estado Maior | COLUNA

Justo reconhecimento

08/11/2018

Em meio à eleição de Jair Bolsonaro para a Presidência da República a partir de 2019, voltou a se falar a respeito da democracia e o perigo da volta de uma ditadura. Todo esse debate foi bem próximo às comemorações pelos 30 anos da Constituição Federal. E nas solenidades, o nome do ex-presidente José Sarney (MDB) ganhou destaque justamente pelo espírito democrático que o emedebista teve ao comandar o nascimento da nova Carta Magna.
O primeiro a se manifestar de forma respeitosa ao ex-presidente foi o futuro comandante do Palácio do Planalto. Bolsonaro prestou continência a José Sarney assim que se encontraram na sessão solene no Congresso Nacional.
Mas o ponto alto do reconhecimento do trabalho desenvolvido por Sarney em 1988 foi o discurso do presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Dias Toffoli. Ele falou da importância do ex-presidente durante o processo de redemocratização do país.
“Sem o presidente José Sarney, talvez, seria impossível o pálio da Constituição de 1988. A habilidade de vossa excelência nestes 30 anos, deve ser mais uma vez destacada, como sempre o fiz nas celebrações, seja no Tribunal Superior Eleitoral ou no Supremo Tribunal Federal. A nação brasileira muito deve a transição democrática à pessoa do presidente José Sarney”, afirmou o ministro.
E esse sentimento democrático também foi destaque na Assembleia Legislativa, mostrando que o ex-presidente Sarney, o atual presidente, Michel Temer, e o futuro presidente, Jair Bolsonaro, mostraram seu espírito democrático durante a solenidade.
Mesmo com posições políticas contrárias, os presidentes conversaram e trocaram cumprimentos. E isso foi destacado pelo deputado Edilázio Júnior (PSD), que em discurso na Assembleia Legislativa aconselhou o governador Flávio Dino a agir democraticamente, usando o mesmo exemplo dos três presidentes.
Talvez Flávio Dino não tenha essa veia tão democrática assim, como ele gosta de alardear e apontar dedo para os adversários, chamando-os de antidemocráticos.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.