O Mundo

Algoritmo criado por menino pode ajudar no tratamento de câncer de pâncreas

Rishab Jain recebeu prêmio de US$ 25 mil após vencer "Desafio Jovem Cientista" feito pela Discovery Education 3M
28/10/2018 às 07h00
Algoritmo criado por menino   pode ajudar no tratamento   de câncer de pâncreasRishab Jain, de 13 anos, em Portland, estado americando no Oregon (Reuters)

ESTADOS UNIDOS - Um menino de 13 anos recebeu o prêmio de US$ 25 mil (cerca de R$ 91 mil) após apresentar uma nova solução para deixar o tratamento contra o câncer de pâncreas mais preciso.

Rishab Jain, de Portland, no Oregon, venceu o "Desafio Jovem Cientista", do Discovery Education 3M. Ele apresentou um novo algoritmo para "ensinar" as máquinas usadas pelos médicos a matar apenas as células cancerosas no pâncreas. Isso é importante porque muitas vezes os tratamentos não são tão precisos e acabam destruindo também células saudáveis.

Com o algoritmo de Jain, segundo a "Time", é possível mudar a forma como os médicos tratam o câncer de pâncreas. Ele poderia diminuir os problemas causados pela morte dessas células saudáveis no tratamento da doença, criando um método mais certeiro contra o tumor.

Em entrevista à revista dos Estados Unidos, o garoto disse que se interessou pelo assunto após uma viagam a Boston. Um amigo da família chegou a morrer devido a um câncer de pâncreas. "Em Boston, eu aprendi sobre a baixa taxa de sobrevivência e sobre como essa doença é mortal", disse. "Eu também estou estudando programação, estava aprendendo sobre inteligência artificial. Decidi combinar as duas áreas tentanto resolver um problema do mundo real".

A ideia, no futuro, é combinar o algoritmo de Jain com equipamentos de radioterapia usados em hospitais, ou incorporar em novas máquinas.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2018 - Todos os direitos reservados.