Cidades | Transtornos

Ônibus não vão circular nos horários de pico nesta sexta-feira em São Luís

Na segunda-feira (29) o transporte público da capital entrará em greve por tempo indeterminado; decisão ocorreu em assembleia dos rodoviários realizada nesta quarta-feira (24)
Daniel Júnior / O Estado 24/10/2018 às 17h00
Ônibus não vão circular nos horários de pico nesta sexta-feira em São LuísÔnibus não vão circular nos períodos de “pico”, entre os horários de 4h às 7h e de 15 às 18h (Divulgação)

São Luís - Rodoviários de São Luís decidiram que nesta sexta-feira, dia 26, os ônibus não vão circular nos períodos de “pico”, entre os horários de 4h às 7h e de 15 às 18h. Na segunda-feira (29) o transporte público da capital entrará em greve por tempo indeterminado. A decisão ocorreu em assembleia da categoria realizada nesta quarta-feira, dia 24.

De acordo com o sindicato da categoria, os empresários não querem ceder reajuste salarial para os rodoviários, além de retirar os cobradores e limitar direitos trabalhistas, como o plano de saúde, por exemplo.

O Sindicato dos Rodoviários já havia alertado que se não houvesse negociação, os trabalhadores não continuariam com os serviços e a população ficaria sem ônibus.

“Trabalhadores, em primeiro lugar quero agradecer a presença de todos que foram até a Assembléia, preocupados com a defesa de nossos direitos. Estamos confiantes que juntos, unidos, conseguiremos atingir nossos objetivos. Quero esclarecer a toda a população da capital, que de fato, essa é uma medida drástica, mas estamos adotando, por não restar outra alternativa, devido a resistência dos empresários. Fomos disponíveis, pacientes e nos mostramos sempre com boa vontade em negociar, mas em nada as nossas reivindicações foram atendidas. Chegou a hora de mostrarmos a nossa força. Nosso objetivo não é causar nenhum transtorno a cidade, mas que sejamos, acima de tudo, respeitados”, disse Isaias Castelo Branco, presidente do Sindicato dos Rodoviários do MA.

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte