Política | Disputa presidencial

Bolsonaro recebe manifestação de apoio de lideranças no Maranhão

Candidato do PSL recebeu manifestações espontâneas de apoio de Roberto Rocha, Lobão Filho, Adriano Sarney, líderes do MDB e vereadores da capital
Ronaldo Rocha da editoria de Política16/10/2018

O candidato à Presidência da República pelo PSL, Jair Bolsonaro, tem recebido manifestações espontâneas de apoio de lideranças políticas do Maranhão. O movimento surge de grupos políticos e/ou lideranças de oposição ao governador Flávio Dino (PCdoB), que repudia a candidatura do presidenciável.
Bolsonaro disputou o primeiro turno com o apoio no Maranhão, da ex-deputada e então candidata ao Governo do Estado, Maura Jorge (PSL).
Após finalizado o pleito, ele recebeu o apoio do senador Roberto Rocha (PSDB), que também disputou o Governo do Estado no dia 7 de outubro.
Por meio de nota, o tucano afirmou que a classe política precisa ouvir o clamor das ruas. “Nossa democracia passará o teste decisivo sobre sua solidez. Temos instituições e mecanismos para que prevaleçam todas as cláusulas jurídicas de nossa Constituição. Essa é a lição que o eleitor vem dando, ao valorizar a democracia e a alternância de poder. Manifesto meu voto em Jair Bolsonaro, sem pedir nada em troca, mas apenas me associar à vontade geral do povo, para que brote o novo dos escombros do velho. E que os derrotados, tanto o PT quanto o PSDB, ouçam o clamor das ruas e refaçam seus destinos”, disse.
Para Roberto Rocha, a população já deu demonstração clara de que não quer o país sob a administração do “velho modelo político”.
O suplente de senador, Lobão Filho (MDB), também declarou apoio a Bolsonaro. “Não tenho dúvidas, Bolsonaro será eleito presidente e aqui declaro a ele todo o meu apoio. Minha preocupação é com o Maranhão. O povo sofrerá demais neste segundo governo de Flávio Dino, os maranhenses pagarão um preço alto por terem reelegido este comunista. Tenho pena do povo, pelo que virá pela frente”, enfatizou.
O deputado estadual Adriano Sarney (PV) utilizou a tribuna da Assembleia Legislativa na semana passada para manifestar-se a favor do projeto político de Bolsonaro.
“Passo a apoiar, a partir de hoje, o movimento apartidário pró-Bolsonaro junto com meus correligionários. Mesmo sem concordar com todas as ideias do Bolsonaro, existe algo em comum entre nossos projetos, que é barrar o comunismo na América Latina”, afirmou.
Ricardo Murad (PRP) rechaçou a possibilidade de manter neutralidade na disputa do segundo turno da eleição presidencial. Ele pregou posicionamento do seu grupo político em favor do candidato do PSL.
“Devemos, ao contrário daqueles que advogam nosso apoio a Haddad ou neutralidade no segundo turno, tornar clara nossa decisão do voto em Bolsonaro, única forma de combater o poder totalitário que Flávio Dino implantou no estado”, completou.
Ontem, em reunião, lideranças do , também declaram apoio e voto ao candidato Jair Bolsonaro..

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte