Estado Maior | COLUNA

Sentença mantida

06/10/2018

A juíza Anelise Reginato, da 8ª Zona Eleitoral de Coroatá, negou na sexta-feira, 5, os pedidos dos recursos do ex-secretário Márcio Jerry; do governador Flávio Dino - ambos do PCdoB -; do prefeito de Coroatá, Luís Mendes Ferreira Filho, o Luís da Amovelar Filho, e de seu vice-prefeito, Saraiva Barroso, para mudar a sentença que os declarou inelegíveis por abuso de poder político.
E, no caso do prefeito e de seu vice, ainda há determinação de cassação dos diplomas dos gestores municipais. A juíza entendeu que, à época das eleições municipais de 2016, o programa “Mais Asfalto” foi utilizado para beneficiar a candidatura dos atuais prefeito e vice-prefeito de Coroatá.
Os gestores municipais e ainda Flávio Dino e Márcio Jerry recorreram alegando “omissão” e “contradição” em embargos de declarações. A magistrada negou o recurso e manteve a decisão na íntegra.
Mesmo com a decisão, por ser de 1ª instância, não há impedimento imediato das candidaturas de Dino e de Jerry. Pelo menos para este momento. A juíza também negou os pedidos da Coligação “Coroatá com a força de todos”, autora da ação de investigação judicial eleitoral. O processo seguirá agora para julgamento no Tribunal Regional Eleitoral do Maranhão.

Para continuar aproveitando o conteúdo de O Estado faça seu login ou assine.

Já sou assinante

entrar

Ainda não sou assinante

assine agora

Leia mais notícias em OEstadoMA.com e siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram. Envie informações à Redação do Jornal de O Estado por WhatsApp pelo telefone (98) 99209 2564.

© 2019 - Todos os direitos reservados.
Tamanho da
Fonte